Ortopedia e Traumatologia

A fisioterapia ortopédica atua na prevenção e no tratamento de distúrbios do sistema musculoesquelético. Trata disfunções osteomioarticulares e tendíneas resultantes de traumas e suas consequências imediatas e tardias, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas (lombalgias, tendinites, pós operatórios de ombro e joelho, hérnia de disco, fibromialgia e artroses). Nesta modalidade são utilizados recursos terapêuticos, como eletroterapia e crioterapia, recursos cinesioterápicos e terapia manual.

Dentre os recursos eletrotermofototerápicos utilizados temos: TENS (estimulação elétrica transcutânea), EENM (estimulação elétrica neuromuscular), laser, ondas curtas, ultra-som, infravermelho, iontoforese (corrente galvânica), outras correntes analgésicas, crioterapia (gelo) e biofeedback.

Na terapia manual são utilizadas técnicas de mobilização e manipulação articular, com o intuito de diminuir algias, rigidez e reposicionamento do segmento. Para completa reabilitação são utilizados os exercícios cinesioterápicos com o intuito de melhorar a amplitude de movimento, aumentar força muscular, treinar propriocepção e por fim retornar às atividades.

Atua na Prevenção: Através de uma avaliação física detectamos possíveis desequilíbrios musculares ou até posturas viciosas adquiridas no dia a dia que podem acarretar futuras lesões. Detectados esses desequilíbrios são tratados e minimizados com o uso de diversos recursos fisioterapêutico, dependendo da indicação terapêutica para cada caso.

Atua no pós-lesão: Infelizmente algumas lesões não podem ser evitadas, podem ocorrer em um treino, uma competição ou até mesmo realizando as atividades diárias, nesse caso nossa função é devolver o paciente ao seu ritmo de vida sem prejuízos à sua capacidade de realizar suas atividades, sejam elas de alta performance ou apenas atividades comuns ao dia a dia.

Atua no pós-operatório: Nas cirurgias ortopédicas o papel do profissional em reabilitação é acompanhar cada passo da evolução do paciente. Auxiliar na cicatrização da estrutura lesada, manter a movimentação e assim diminuir os efeitos causados pela imobilização, recuperar a força muscular, dar função aos músculos envolvidos e deixar o paciente totalmente apto ao retorno às suas atividades físicas

×